Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E de repente, já nos 30...



Quinta-feira, 23.07.09

A nossa mais bela obra de arte!

Foi preciso ver ontem uma entrevista na Tyra Banks para me lembrar!

 

Tinha-me esquecido! Quando exponho as minhas teorias sobre a vida, muitas vezes, perguntam-me porque estamos na Terra, porque decidimos tomar um corpo material quando somos mais felizes sem ele, porquê abandonar o divino, a perfeição, a paz, para experimentar o material?

 

Porquê?

 

Para criar! Para criar na matéria! Não é criar no sentido de construir um prédio!

Estamos aqui para fazer da nossa vida um experiência de criação e essa experiência é tanto mais positiva e feliz quanto menos nos deixarmos enredar pelo medo e pelo ego (os dois grandes e únicos diabinhos).

 

Todos nós criamos a nossa vida, tudo o que nos acontece é resultado dos nossos sentimentos, que se transformam em pensamentos, que se transformam em discurso. (Não adianta mudar os pensamentos e o discurso se não mudarmos o sentimento, embora já seja um grande primeiro passo!) 

 

Quando falo em vida falo num sentido contínuo, acredito na reencarnação e sei que «carregamos» sentimentos de outras «vidas». Ao longo das várias encarnações vamo-nos moldando, a nossa personalidade terrena vai evoluindo com as experiências que vamos atraindo e muitas vezes os problemas agravam-se e nascemos com sentimentos, emoções que, por sua vez, vão criar novas experiências. As experiências repetem-se até que a pessoa compreende o sentimento e se reinventa. Vence o medo ou o ego por detrás do sentimento e muda.

 

Porque vale a pena? Porque pode ser muito bom viver aqui quando vencermos o medo() e o ego (), vamos criar muita felicidade, paz e beleza na nossa bela Terrinha.

Atenção, que eu não estou a falar de medo de aranhas! Medo de ficar sozinho, medo de não ser bom suficiente, medo da escassez, medo de perder a saúde, medo de perder quem amamos, medo de não ter sucesso, medo de ser enganado, esses medos!

 

 

A entrevista era à Melissa Etheridge e ela não disse isto tudo, foi só uma frase que avivou a minha memória... 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Sayuri às 22:07


5 comentários

De JC a 24.07.2009 às 22:44

Ainda bem que escreves estas coisas... para eu assimilar melhor. Não queres escrever um livro? Eu sei quem pode editá-lo... bjoka

De Mónica a 25.07.2009 às 01:17

Eu acho que isto já tá escrito por aí, eh pá, é um feeling

De patricia a 24.07.2009 às 23:03

Miga monica,
Partilho o meu testemunho:
Eu estou numa fase em que estou de espada em punho contra o medo. E cheguei a uma conclusão;
Não demos fugir daquilo que mais tememos, pois esse medo vai-nos perseguir para onde quer que vamos.
E como disse Martin Luther King:" Mesmo se eu soubesse que o mundo iria desfazer-se em pedaços amanhã eu ainda plantaria a minha macieira".
Migas, plantem as vossas macieiras e não queiram saber de mais nada!

De Mónica a 25.07.2009 às 01:19

Amor, adoreeeeei essa citação!!!! Nunca tinha ouvido e adorei! Bjoka

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031