Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E de repente, já nos 30...



Terça-feira, 06.07.10

Nova etapa...

 

Não estou nada perturbada com os 30 anos mas não fico feliz com eles porque sou uma apreciadora da juventude, da pele suculentamente macia e lisa, da alegria esfuziante, da rebeldia, da provocação e da fé de que nunca se vai ser como os cotas, das roupas irreverentes e do tempo para fazer tudo, para conquistar tudo. Gosto do ar saudável, do riso alto, da música alta e irreverente, dos cabelos compridos, do acreditar que se vai viver para sempre e da esperança.

 

A maior parte das pessoas que eu conheço envelhece mal, muito mal, e não estou a falar do aspecto físico (embora esse também vá por ali abaixo), estou a falar da personalidade, da sua maneira de ser e viver e da saúde, que de segundo plano passa para preocupação principal. Há um aumento dos ressentimentos, da resignação, da tristeza, da depressão, e de um aprisionamento sem fim.

 

Há muitos anos achava que era uma questão de entender o processo para o evitar este envelhecimento que é uma espécie de «endurecimento» e «degradação» a todos os níveis. Hoje sei que não basta perceber o processo para o evitar.

 

Estou na luta e estou bem, mas também estou ciente do que é ter 30 anos e do tempo que já passou e que tem tanto mais a ver com a minha personalidade. E que esta é uma nova etapa.

 

(Aos 20 está-se bem, a partir dos 30 está-se bem para a idade... )

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Sayuri às 21:47


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031