Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E de repente, já nos 30...



Sexta-feira, 25.12.09

Adopção por casais homossexuais

 

 

Sou a favor da legalização do casamento entre homossexuais, sem referendos nem merdas! (Falando bem e depressa, que é como falo ultimamente).

 

Alguns seres (quero dizer pessoas, pessoas) dizem não ser a favor porque isso poderia abrir a porta à adopção por esses novos casais.

 

Vamos esclarecer alguns pontos:

 

Não legalizar a adopção por homossexuais não os impede de terem filhos biológicos, apenas os impede de adoptarem crianças que se encontram em orfanatos, ou instituições semelhantes.

 

No que respeita ao exemplo, ao medo (búuuu) que existe que de repente os homossexuais se tornem a maioria, se as crianças tivessem como exemplo a sexualidade a que são expostas todas cresceriam heterossexuais.

 

Relativamente ao trauma das crianças por falta de uma figura maternal ou paternal, há crianças que por divorcio, abandono ou morte têm essa falta e o que os traumatiza são as guerras entre os pais, a falta de amor, ou o desaparecimento de uma pessoa que amavam, se ela nunca tivesse existido não sofriam com a sua ausência.

 

As crianças precisam de amor, compreensão, incentivo e sentir que são especiais e que têm uma família que as ama incondicionalmente, independente da constituição dessa família - mãe e pai, dois pais, duas mães, avó e mãe, irmão mais velho e pai...

 

No que respeita ao facto de o casal homossexual poder não ser estável, é um problema que também afecta os casais heterossexuais - há que haver avaliações, livres de preconceitos!

 

Por fim, o que é que preferiam? Uma instituição, sem pai, nem mãe, nem quarto próprio, sem birras, sem brinquedos, sem colinho, ou dois pais ou duas mães, uma casa, brinquedos, colinho, amor? Hum?

 

Nem me vou alongar no que respeita à Igreja Católica, porque sabemos o bem que trataram as crianças nas suas intituições no passado. Se tivessem caladinhos e se fingissem de mortos faziam melhor.

 

(Acho que aquela senhora que fez uma «placagem» ao Papa já tem um clube de fãs na net... , agora vou ali ver um documentário sobre as mulheres e o Islão para me irritar mais um pouco... e continuar a ignorar o Natal. ) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Sayuri às 19:29


2 comentários

De fatima a 28.12.2009 às 09:05

Uma criança num orfanato está pior de certeza do que com um casal homosexual que a ame. Problemas após a adopção também acontecem em casais heterosexuais. Para mais até sou a favor que uma pessoa solteira possa adoptar, se for a sua vontade. Neste país complicamos tudo.

E porque é que se há-de fazer referendos para decidir uma questão destas?! Não é uma questão da liberdade de cada um?

De Patrícia a 28.12.2009 às 20:57

Ainda bem que esta questão veio a púbico, pois as minorias na maior parte do tempo passam camufladas e às vezes nem damos por elas. Deviamos seguir o exemplo de outros países que independentemente da religião aceitam o casamento entre pessoas do mesmo sexo.
Estamos a falar da felicidade de seres humanos, todos deveriam poder ser felizes! Não importando a cor, sexualidade e religião. Eu ainda acredito...

Comentar post




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031