Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E de repente, já nos 30...



Sexta-feira, 18.12.09

Como Salvar o planeta-parte 1

No sábado passado fui confrontada com uma realidade completamente diferente da minha.

Fui a uma instituição de caridade fazer voluntariado no âmbito de um projecto de responsabilidade social.

Quando cheguei deparei-me com uma casa grande habitada só por meninas que se preparavam para viajar durante todo o dia,enquanto nós remodelávamos parte das divisões daquela enorme casa.

Durante a manhã e tarde transformei-me verdadeiramemente  e nem a dor fisica importava, pois estavamos todos muito expectantes pelo  regresso das meninas.

O dia correu à velocidade da luz e quando dei por mim era quase horas de estarem de volta... Mas a azafama ainda era grande, a decoração ainda não tinha terminado.

Entretanto iamos ouvindo vozes no exterior do edificio "queremos entrar!" repetidamente até ir-mos todos em direcção à porta de entrada.

Lá estavam elas prontas para nos cantarem as canções mais doces que já ouvi na minha vida.

Depois entraram para aquela que é a sua casa e iam vendo o que tinhamos pintado e redecorado. Eis que oiço "Vamos distribuir o presentes por cada uma de vós" e uma das meninas disse "se calhar são só caixas vazias..." È tão triste pensar que há crianças que nada têm ...

Então uma a uma foi recebendo o seu presente e em euforia iam comparando o que as colegas tinham recebido.

Gostava de poder fazer isto todos os dias....

Sinti-me em felicidade plena!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Just P às 21:05

Sexta-feira, 18.12.09

Jamie...

 

 

James Bain foi preso aos 19 anos por rapto e violação de um rapaz de 9anos.

 

Jamie sempre gritou a sua inocência mas o rapaz acusava-o e nem o testemunho da irmã gémea, dizendo que ele estava com ela nessa noite, o salvou de uma pena pesada.

 

Jamie pediu 5 vezes para testarem o DNA (recolhido numa altura em a ciência ainda não o conseguia testar).

 

Mas foi só quando a  Innocence Project na Florida interviu é que o DNA foi testado.

 

Jamie foi libertado aos 54 anos, depois de 35 anos na prisão, e sem rancor, diz apenas querer passar o Natal com a mãe e com a irmã.

 

Porquê recusar fazer um teste de DNA? Miúfa? Porque quem pede um teste de DNA é provavelmente inocente? Então vamos mantê-lo preso para não manchar o sistema?

 

A intervenção do Innocence Project na Florida já libertou 246 pessoas injustamente presas, provando a sua inocência.

 

Se este homem tivesse sido conenado à morte, seria para sempre culpado, ter-lhe-iam tirado a vida e a honra para SEMPRE.

 

 

 

É por isso que desde que me lembro de ser gente que digo que prefiro mil criminosos vivos a um inocente morto, por engano. Se em vez de se concentrarem no ódio cada um se colocasse na posição de poder ser injustamente condenado, também seriam contra a pena de morte.

 

Relativamente aqueles que são apanhados em flagrante ou que confessam acho que apenas os podemos impedir de estar na sociedade, não temos o direito de decidir sobre a sua vida, ela não nos pertence.

 

E em última análise, se fosse o nosso filho a cometer a maior atrocidade, matáva-mo-lo?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Sayuri às 20:15



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031