Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E de repente, já nos 30...



Terça-feira, 17.11.09

Casamento homossexual

Tenho fugido de opinar sobre este assunto porque tenho uma opinião vincada e inabalável que não exprimo da forma mais paciente ou tolerante.

 

Mas ontem um debate na tv deu-me vontade de escrever o que penso.

 

Não vejo qualquer sentido no referendo, só se apenas os homossexuais votassem, já que é um assunto que só a eles diz respeito. Quem não é homossexual não tem nada a ver  com isso, é uma questão de direitos iguais e de liberdade de escolha e que eu saiba os casamentos alheios não interferem na liberdade de ninguém (a não ser dos próprios).

 

Este não é um assunto de cariz religioso, primeiro porque vivemos num país laico (às vezes parece pouco, eu sei) e segundo porque os casamentos são historicamente anteriores á religião.

 

Este assunto só é assunto porque muita gente tem medo e outras tem uma moral influenciada pela religião e não pela justiça, compaixão e razão.

Muitos têm uma espécie de medo de que se se aceitar totalmente a homossexualidade, essa escolha se tornará maioritária - bem, tal não aconteceu nas civilizações mais antigas (Império Romano, Grécia Antiga... ) em que havia essa aceitação, aliás, a repressão desta tendência natural aconteceu apenas a partir do momento em que as religiões se tornaram mais influentes na sociedade.

Outros ainda não perceberam que se a sua religião é contra não o façam ponto final.

 

Há quem diga que o casamento homossexual tem que ter outro nome porque se tal não acontecer os casais heteressexuais casados sentem que o casamento perde o sentido. Bem, só para aqueles que vêm o casamento exclusivamente como um compromisso para copular e procriar. Para os que o vêm como uma celebração do seu amor e uma forma de terem um futuro juntos, em que estão protegidos por leis que ainda não abrangem as uniões de facto, o casamento de um casal que se ama, composto por pessoas do mesmo sexo, não vai em nada diminuir o seu.

 

Não vislumbro absolutamente nenhuma desvantagem, para a sociedade, com o casamento homossexual, a não ser para as beatas de sacristia que podem morrer de ataque cardiaco.

 

A liberdade de cada um acaba onde começa a do outro, até lá cada um deve ser liver e benificiar de direitos iguais.

 

Eu tenho um sonho, sonho com um mundo onde cada um seja livre para amar quem quer.

 

 

(a adopção fica para outro dia porque isto já vai mais que longo,

mas advinhem lá a minha posição)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Sayuri às 19:30



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930